sexta-feira, 1 de abril de 2011

Olá queridos (ainda desconhecidos) leitores, bem vindos ao “baianizando o mundo” um pedaço da Bahia perto de você.
A intenção deste blog, é mostrar a quem estiver  disposto, o que que a Bahia tem. O quão vasta, rica e bonita é a cultura baiana, seus costumes e peculiaridades.
Para entendermos tudo isso, é necessário voltarmos um pouco na história (mas não precisa apertar o xizinho vermelho ali em cima não, viu bixinho) é bem rápido e eu garanto que essa viagem vai ser legal.
Tudo começou lá em 1500, quando o Brasil foi “descoberto” pelos portugueses,  eles chegaram ao litoral sul da Bahia, na região da atual cidade de Porto Seguro, mais precisamente no distrito de Coroa Vermelha.
 A região do que viria a ser o estado da Bahia, começou a ser povoada na primeira metade do século XVI. Através da exploração do território, se descobriu a existência do pau-brasil, essa matéria-prima passou a ser largamente explorada, atraindo desde comerciantes portugueses a contrabandistas europeus, em especial, os franceses. Várias outras explorações ocorreram, a partir daí, chegando lentamente portugueses com interesses nas novas terras.
Gradualmente, o território baiano atual foi colonizado, povoado e conquistado por expedições denominadas de Entradas, as quais partiam de Salvador, Ilhéus e Porto Seguro em direção ao interior do estado. As entradas eram feitas do mesmo jeito das bandeiras de São Paulo, mas não tiveram tanto reconhecimento e valorização como as bandeiras.
Como todos sabem ou pelo menos espera-se que saibam, A declaração de independência brasileira, foi feita por Dom Pedro I, em sete de setembro de 1822. Na Bahia, o fim do domínio lusitano só  se fez presente no ano de 1823. (o lugar era tão bom que os portugueses cantarolavam: “daqui não saiu, daqui ninguém me tira, daqui não saiu, daqui ninguém me tira)(risos!)
 Agora algumas informações adicionais:
 A Bahia  é o sétimo estado mais rico do país. Está situada ao sul da região Nordeste e é o maior estado da região, fazendo limites com 8 outros estados federados brasileiros, a capital estadual é Salvador. Além dela, há outras cidades influentes como as capitais regionais Feira de Santana, Vitória da Conquista,  Ilhéus, Itabuna, Barreiras e a conurbação entre Juazeiro e Petrolina,( esta última é um município pernambucano).
Por conta da produção açucareira, o estado recebeu grande contingente e enorme influência de trabalhadores compulsórios africanos, trazidos pelos colonizadores europeus para seus engenhos e fazendas. Assim a influência da cultura africana na Bahia permanece em destaque, na música, na culinária, na religião, no modo de vida de sua população, não só ao redor de Salvador e Recôncavo baiano, mas principalmente em toda a longa e bela costa baiana.
O estado é conhecido  como a "A terra da felicidade", isso por causa de sua população alegre e festiva, fatos que contribuem para o seu alto potencial turístico, que vem sendo muito explorado através de seu litoral, o maior do Brasil, da Chapada Diamantina, do Recôncavo e de outras belezas naturais e de valor histórico e cultural.
Nos próximos posts, falarei  mais sobre a cultura, e algumas gírias tipicamente baianas. 





Agora, uma salva de palmas para a wikpédia, que nos ajudou muito hoje!
Um xeiro e muito axé pra todos nós!


4 comentários:

  1. OXENTE! Não é que ficou PORRETA! Só senti falta de umas fotos sua explorando esta Bahia e ilustrando essa beleza!Parabéns minha baiana arretada!

    ResponderExcluir
  2. showw !! ate eu q sou conterraneo n sabia de muitas coisas q tem ai .. rsrs parabens !! ficou muito massa , baianinha !!! ;D

    ResponderExcluir
  3. Tinha que ser uma baiana p/ criar isso viu,ficou muito massa Graci,continue assim mostrando o talento Baiano.

    grande beijo.

    Ps: ja ia esquecendo: Ó Paí Ó,rsrsrs

    ResponderExcluir
  4. Oooo minha baiana-veterana prefeerida, curti muito seu texto.. Tem coisas aí que eu nem imaginava.. Aumentou mais a minha vontade de conhecer sua terra.
    Beijos, Hermmann

    ResponderExcluir

Total de visualizações de página

Labels

Seguir por email